LUGARES DE CATIVEIRO: TURISMO E MEMÓRIA

Foto de Catharina.jpg
Resumo:

A presente pesquisa tem por objetivo geral inventariar os “lugares de cativeiro” da região Norte Fluminense, visando mapear locais e indicando o turismo como ferramenta de visibilidade da memória africana no Brasil a fim de analisar de que forma a construção das narrativas oficiais difundidas na história local interagem com a presença e história negras. Justifica-se pelo entendimento de que essas narrativas buscam reproduzir histórias perpetuadas para rememorar e exaltar heróis, representantes e datas. Em sua maior parte, a preservação do passado vergonhoso da escravidão não é abordada visto não corresponder aos interesses políticos de constituição da memória coletiva das cidades. O recorte espacial dessa pesquisa abrangerá as cidades de Campos dos Goytacazes, São João da Barra, São Francisco do Itabapoana, São Fidélis e Quissamã, locais que remontam às origens e expansão econômica da região, sendo territórios fortemente marcados pela escravidão.